Pineal, a glândula do sonopinealProvavelmente você já ouviu falar da melatonina, não? Pois bem, este hormônio que tem se tornado conhecido nos últimos devido suas ações em regularizar o sono, é produzido naturalmente pela nossa glândula Pineal. Do tamanho de um grão de arroz, a pineal é uma glândula localizada no cérebro. Ela produz o hormônio melatonina, que é derivado da serotonina e do triptofano. Quando o dia fica claro, a pineal cessa sua produção de melatonina, porém com o entardecer, a pineal volta a liberar melatonina. Quando estamos expostos à luz durante a noite, nosso corpo naturalmente bloqueia a produção de melatonina.
Nos estudos clínicos com o uso de melatonina, verificou-se a capacidade deste hormônio regularizar nosso relógio biológico, adequando a produção de outros hormônios e outras glândulas ao horário “correto” no nosso corpo. Tem sido estudada na insônia, para evitar o jet lag – aquele cansaço extremo que acontece quando viajamos por longas horas para fusos horários diferentes – e para tratar narcolepsia. Existe também outra linha de estudo que explica a relação entre a produção de melatonina e a controle do hormônio do estresse, o cortisol. A melatonina tem sido estudada com boa perspectiva no tratamento do câncer de mama, câncer colorretal e na depressão. Mas atenção, antes de considerar tomar algum suplemento de melatonina, pergunte ao seu médico, ele é a melhor pessoa para te esclarecer suas dúvidas. Agora, que tal algumas dicas para melhorar a sua própria produção de melatonina?
1) Durma em um quarto escuro. Assim você estimula que a sua Pineal libere melatonina corretamente.
2) Coma cerejas e bananas, pois são fontes naturais de triptofano, que é precursor de melatonina.
3) Vai um leite morno na hora de deitar? O leite é fonte de 10 a 40 ng/ml de melatonina e por isso a velha história de tomar leite morno ao deitar faz todo o sentido.
Bom sonhos!!

Leave a Reply

× WhatsApp