selfserviceConfira 5 dicas para não errar na hora de montar seu prato!

A principal vantagem de almoçar no self service é a liberdade de escolha. Devido à sua variedade, é possível montar um prato equilibrado e nutritivo. No entanto, muitas vezes, esta liberdade de escolha acaba sendo nossa inimiga, pois permite que façamos misturinhas de comidas que, no final, vão transformar seu prato em uma bomba calórica. Nós, aqui do Endocrinologia em dia, separamos 5 dicas para tornar seu almoço mais bacana e saudável. Memorize! 

1) Avalie a área: Tudo bem, muitas vezes tem fila. Mas tente dar uma olhada no buffet todo. Assim você consegue já avaliar o que é servido e vai decidindo o que vai comer antes. Planejamento é importante na hora de escolher.

2) Foque na proteína. Escolha um tipo de proteína: carne, peixe ou frango – ou as substituições se for vegetariano. Como elas são mais caras, você vai perceber que geralmente as proteínas ficam para o final do buffet. Muitas vezes você vai se servindo e quando chega a hora mais nobre, o prato já está cheio de friturinhas e outros carboidratos, e a parte da proteína acaba ficando prejudicada. Escolha o tipo de proteína e faça as combinações a partir dela; por exemplo: frango grelhado + creme de milho + salada; carne + arroz e feijão + salada. 

3) Pouco peso não quer dizer pouca caloria. Muitas vezes as pessoas acham que porque estão comendo pouco peso estão comendo poucas calorias. Lembre-se: 100 g de polenta frita tem bem mais calorias que 100 g de arroz, que tem bem mais calorias que 100 g de alface.

4) A regra da metade: Metade do prato tem que ser de… verdes. Saladas, verduras e legumes, sim, devem ocupar metade do seu prato. 

5) Um carboidrato só: parece chato, mas se você está precisando emagrecer, é importante restringir a escolha para um tipo apenas de carboidrato: ou arroz, ou batata, ou macarrão… e de preferencia integrais. E eles devem permanecer no espaço do prato que equivale a no máximo a palma da sua mão. 

Leave a Reply

× WhatsApp