Dra. Andressa no Youtube

Dra. Andressa no Instagram

Artigos & Informações

Dra. Andressa no Facebook

22 horas atrás

Endocrinologia em dia
Medicamentos e ganho de peso: fique atento aos anticoncepcionais orais⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀Cada vez mais estudamos os mecanismos que nos fazem ganhar peso. Sabemos que muitas vezes mesmo com dieta correta e exercícios algumas pessoas tem dificuldade de perder peso, ou pior, muitas ainda ganham peso. A resposta para isto pode estar nos medicamentos em uso. E nesse post trago uma informação especial sobre anticoncepcionais. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀Os anticoncepcionais orais, principalmente os de dosagens mais altas, são associados ao ganho de peso por retenção hídrica. Este ganho de peso acontece pelo efeito da medicação, e em tese, seria comum a todas as pessoas. Porém é preciso separar os medicamentos que fazem retenção hídrica daqueles que aumentam o apetite ou lentificam o metabolismo. Nos que causam retenção de líquidos, assim que o efeito das medicações passa, o líquido será eliminado e o efeito de “ganho de peso” passa. No entanto o problema maior se concentra naqueles que causam aumento do apetite ou lentificação do metabolismo porque nesse caso a pessoa acaba comendo mais ou gastando menos e com isso ela ganhará peso em forma de massa de gordura, o que não vai desaparecer com o final do tratamento. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀A via comum para o ganho de peso passa por excesso de calorias ingeridas. Muitas vezes os medicamentos podem aumentar o apetite, mas dependendo do que é ingerido haverá ou não o ganho de peso. Por isso, invista sempre em alimentos com alto teor de fibras, que geram mais saciedade. Trocar alimentos com carboidratos simples – pão branco, arroz branco, açúcar refinado... – por alimentos integrais já auxilia no controle do apetite. No entanto temos que ficar atentos pois muitas vezes os alimentos integrais são mais calóricos que os normais. O benefício da troca está no fato de que eles são mais saudáveis, geram mais saciedade e tem um índice glicêmico menor.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀🚨 ESTE É UM TEXTO ORIGINAL. CASO VOCÊ QUEIRA REPOSTAR NÃO ESQUEÇA DE DAR O CRÉDITO PARA @endocrinologiaemdia 😊 ... Veja maisMostrar menos
Veja no Facebook

4 dias atrás

Endocrinologia em dia
Medicamentos e ganho de peso: fique atento!⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀Cada vez mais estudamos os mecanismos que nos fazem ganhar peso. Sabemos que muitas vezes mesmo com dieta correta e exercícios algumas pessoas tem dificuldade de perder peso, ou pior, muitas ainda ganham peso.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀A resposta para isto pode estar nos medicamentos em uso. Vamos conferir?⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀1) Os antidepressivos tricíclicos: esta classe de medicamentos causa aumento de apetite e por consequência ganho de peso. Os exemplos mais comuns são: amitriptilina e nortriptilina. Outra classe de antidepressivos, os inibidores de receptação de serotonina, dentre eles a fluoxetina, não estão associados ao ganho de peso e muitas vezes são utilizados nos estados ansiosos. No entanto, a paroxetina, medicamento desta classe, está associada com o ganho de peso. Os antidepressivos também podem ter um efeito anti-histamínico, o que está associado com aumento de peso.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀2) Anti-histamínicos: medicamentos como cetirizina ou fexofenadina que antagonizam os receptores H1 tem sido associadas com ganho de peso. Nos últimos anos, o estudo dos receptores histamínicos tem ganhado força pois estão associados ao controle do apetite. Os receptores histamínicos H3 tem sido estudados como alvo para medicamentos antiobesidade, pois o estímulo histamínico central é anorexígeno, logo o efeito anti-histamínico determina em muitos casos ganho de peso. Os anti-histamínicos são componentes de muitas medicações antialérgicas.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀3) Medicações antipsicóticas estão associadas ao ganho de peso. Uma classe chamada de antipsicóticos atípicos que inclui olanzapina (usada para esquizofrenia e transtorno bipolar) e risperidona (usada no tratamento do transtorno bipolar, psicose e transtorno obsessivo compulsivo), causa ganho de peso por bloquear o sistema histamínico e por bloquear a serotonina. Muitos também ocasionam aumento de resistência insulínica podendo levar ao desenvolvimento de diabetes tipo 2.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀4) Alguns anti-hipertensivos como a classe dos betabloqueadores está associada com ganho de peso, entre eles atenolol e metoprolol. Muitos causam ganho de peso pois aumentam a sensação de fadiga contribuindo para a inatividade física e redução do gasto energético.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀Quer saber mais? Fica ligada no post de amanhã!⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀🚨 ESTE É UM TEXTO ORIGINAL. CASO VOCÊ QUEIRA REPOSTAR NÃO ESQUEÇA DE DAR O CRÉDITO PARA @endocrinologiaemdia 😊 ... Veja maisMostrar menos
Veja no Facebook

× WhatsApp