Dra. Andressa no Youtube

Dra. Andressa no Instagram

Artigos & Informações

Dra. Andressa no Facebook

1 dia atrás

Endocrinologia em dia

9 bons motivos para parar (ou pelo menos reduzir) seu consumo de refrigerantes?

1) Está comprovado: as bebidas adoçadas, como os refrigerantes, são as principais contribuintes para a epidemia de obesidade mundial.

2) Refrigerantes aumentam o risco de diabetes, doenças do coração e gota.

3) Uma lata de refrigerante normal pode ter até 2 colheres de sopa de açúcar

4) No caso do refrigerante zero ou light, por ele conter adoçante, acontece um fenômeno chamado dissociação caloria-gosto-energia, que basicamente faz com que seu cérebro se sinta enganado com o gosto doce. No entanto, como não chegam as calorias (porque ele é zero kcal), acabamos buscando alimentos mais calóricos depois que tomamos um refrigerante zero ou light.

5) Os refrigerantes zero ou light, na imensa maioria das vezes, não tem nenhum valor nutricional.

6) Existem estudos que relacionam o consumo de refrigerantes normais, ou não, com o desenvolvimento de osteoporose.

7) Os refrigerantes estão ligados ao aparecimento de cárie dental, por serem compostos de ácidos e subprodutos acidíferos do açúcar que vão desmineralizar o esmalte do dente.

8) O consumo de refrigerantes está associado ao maior risco de cálculos renais, as pedras nos rins

9) Tem calorias vazias: são muitas calorias e praticamente nenhum nutriente. As pessoas que bebem bebidas açucaradas não se sentem tão saciadas como se tivessem ingerido as mesmas calorias de alimentos sólidos, e pesquisas indicam que elas também não compensam o alto teor calórico dessas bebidas comendo menos alimentos. Uma lata média de refrigerante açucarado fornece cerca de 150 calorias, quase todas de açúcar adicionado. Se você fosse beber apenas uma dessas bebidas açucaradas todos os dias, e não reduzir as calorias em outros lugares, você poderia ganhar até 5 quilos em um ano.

Fonte: www.hsph.harvard.edu/nutritionsource/sugary-drinks-fact-sheet/
... Veja maisMostrar menos

Veja no Facebook

2 dias atrás

Endocrinologia em dia

Vitaminas engordam?

É muito comum ouvir que após tomar alguns tipos de vitaminas, as pessoas ganham peso. Mas, até que ponto isso é verdade ou mito?

As vitaminas do complexo B são frequentemente conhecidas como estimuladoras de apetite. Isto acontece porque em muitos casos de anemia em crianças era, e ainda é muito comum, a depender do tipo de anemia, a prescrição de vitaminas do complexo B para o tratamento. A função das vitaminas do complexo B é bastante ampla, pois a maioria dos suplementos inclui B1 (Tiamina), B2 (Riboflavina) B3 (Niacina) B5 (Ácido Pantotênico), B6 (Piridoxina), B7 (Biotina), B9 (Ácido Fólico) e B12 (Cianocobalamina).

B1 e B2 estão associadas com o bom funcionamento de músculos, nervos e coração. B3 regula o sistema nervoso e o sistema digestório. B5 e B12 são importantes para o crescimento e desenvolvimento normais, B6 auxilia o sistema imune, B7 está envolvida na produção hormonal e B9 auxilia e mantém a boa formação do DNA. Apesar de em diversos locais, como sites de internet e mesmo algumas fontes médicas associarem o uso do complexo B com o aumento de apetite, quando procuramos estudos clínicos maiores, observamos que esta associação não é bem estabelecida. O que se sabe é que mesmo que o complexo B esteja associado ao aumento de apetite em algumas pessoas, o peso, vem de fato, da quantidade de calorias ingeridas. Então, mesmo que a pessoa esteja tomando o complexo B para corrigir algum distúrbio, se ela mantiver sua ingesta calórica normal não irá ganhar peso.

O raciocínio é o mesmo para os polivitamínicos e para os suplementos a base de ferro. A confusão existe porque como as vitaminas são amplamente usadas para tratar anemia, e antigamente também se orientava em muitos casos que as pessoas aumentassem a ingesta calórica para tentar ajudar no tratamento, as pessoas acabavam ganhando peso, e o mito então nasceu.
... Veja maisMostrar menos

Veja no Facebook

× WhatsApp