Dra. Andressa no Youtube

Dra. Andressa no Instagram

Artigos & Informações

Dra. Andressa no Facebook

6 horas atrás

Endocrinologia em dia

Alimentos Ultraprocessados: o que você precisa saber
Pegando carona na polêmica recente sobre o Guia Alimentar Brasileiro e na nota técnica do Ministério da Agricultura a esse respeito (não acompanhou? Veja no link abaixo), vale a pena conhecer um pouco mais sobre os alimentos ultraprocessados.
Alimentos ultraprocessados são aqueles produzidos pela indústria com a adição de múltiplos ingredientes (como gordura – notadamente a gordura hidrogenada, açúcar, sal e conservantes) com o objetivo de torna-los mais palatáveis e com maior durabilidade. Dessa forma, esses alimentos acabam por conferir estímulos que alimentos encontrados na natureza não conseguem ofertar: o hipersabor.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Estudos convergem para o entendimento de que os alimentos com hipersabor agem diretamente no circuito de recompensa cerebral, e assim fica muito mais fácil perder o controle e ingeri-los em grande quantidade. Alguns exemplos são os refrigerantes, salgadinhos de pacote, carnes processadas como salsichas e hambúrgueres, pão tipo bisnaguinha, iogurte tipo petit suisse.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Nos últimos anos, vários estudos mostraram que quanto mais processados os alimentos, maior a sua relação com o desenvolvimento de sobrepeso, obesidade e outras doenças crônicas, como vários tipos de câncer e síndrome do intestino irritável.
Nas crianças, principalmente aquelas com menos de 2 anos de idade, a situação pode ficar ainda mais complicada: a introdução precoce de sucos industrializados, refrigerantes, salgadinhos e doces pode levar ao desinteresse pelos cereais, frutas, verduras e legumes. Não é preciso dizer que isso aumenta muito o risco de obesidade no futuro, além de predispor a anemia e alergias alimentares.
E como saber se um alimento é ultraprocessado? Algumas dicas: leia os rótulos! Quanto maior o número de ingredientes (em geral mais de 5), mais processado é o alimento. Fique atento também a nomes pouco familiares e que não são comumente utilizados em preparações culinárias (glutamato monossódico, estabilizantes, acidulantes, entre outros).
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quer saber mais?
www.endocrino.org.br/nota-de-repudio-nota-tecnica-do-mapa/
linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S0195-6663(18)30619-6
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚨ESTE É UM TEXTO ORIGINAL ESCRITO EM PARCERIA. CASO VOCÊ QUEIRA REPOSTAR NÃO ESQUEÇA DE DAR O CRÉDITO PARA @endocrinologiaemdia e @vanessadra 😊
... Veja maisMostrar menos

Veja no Facebook

1 dia atrás

Endocrinologia em dia

Você tem dependência a alimentos industrializados?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Um estudo da Universidade de Michigan, publicado recentemente na revista médica Appetite indica que a dependência aos alimentos industrializados pode chegar em níveis de gerar abstinência quando se tenta a retirada deles. Sensação de irritabilidade, tristeza, cansaço e desenvolvimento de compulsões ocorreram quando se tentou reduzir ou retirar alimentos processados em um grupo de 231 adultos estudados. Os sintomas se tornaram intensos nos primeiros 2 dias até os 5 dias seguintes da retirada dos alimentos.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Os pesquisadores adaptaram a Escala de Retirada Alimentar Altamente Processada (ProWS) a partir de medidas de autorrelato de abstinência de drogas e aplicaram nos participantes.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Sabemos que os alimentos ultraprocessados industrializados (em que há uma mistura de gordura - notadamente a hidrogenada, açúcar e sal) irão conferir estímulos que alimentos encontrados na natureza não conseguem ofertar: o hipersabor. Os estudos convergem para o entendimento de que os alimentos com hipersabor agem diretamamento no circuito de recompensa cerebral e os comportamentos então serão associados à antecipação do prazer e ao estímulo de motivação para obter aquele alimento.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quer saber algumas das perguntas da escala aplicada aos participantes relatando os sintomas associados à sua última tentativa de reduzir os alimentos altamente processados?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu tenho me sentido tenso ou ansioso?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu acordei com frequência durante a noite?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu me senti impaciente?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu me senti enjoado?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu fui incomodado pelo desejo de consumir alimentos altamente processado?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu me senti triste ou deprimido?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Fiquei facilmente irritado?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu acordei suando à noite?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu pensei muito em comer alimentos altamente processados?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu tive ondas de calor?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Tem sido difícil prestar atenção às coisas?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quer saber mais?
www.huffingtonpost.ca/2018/09/24/quitting-junk-food-symptoms-drug-withdrawal_a_23540469/
linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S0195-6663(18)30619-6
... Veja maisMostrar menos

Veja no Facebook

× WhatsApp