Dra. Andressa no Youtube

Dra. Andressa no Instagram

Artigos & Informações

Dra. Andressa no Facebook

10 horas atrás

Endocrinologia em dia

Contagem de carboidratos: para que serve?

A contagem de carboidratos é uma ferramenta de planejamento de refeições para pessoas com diabetes tipo 1 ou 2. A contagem de carboidratos envolve acompanhar a quantidade de carboidratos nos alimentos ingeridos todos os dias. Ela pode ajudar o paciente a controlar os níveis de glicose no sangue, assim como ao contar o paciente entende melhor como equilibrar sua dieta. Os carboidratos saudáveis, como grãos integrais, frutas e vegetais, são uma parte importante de um plano de alimentação saudável, porque podem fornecer energia e nutrientes, como vitaminas e minerais, e fibras.

Já os carboidratos não saudáveis são frequentemente alimentos e bebidas com adição de açúcar. Embora os carboidratos não saudáveis também possam fornecer energia, eles têm pouco ou nenhum nutriente.

A quantidade de carboidrato nos alimentos é medida em gramas. Para contar gramas de carboidratos nos alimentos é necessário saber quais alimentos contêm carboidratos. Isso é feito através do uso de tabelas, e assim, o paciente consegue estimar o número de gramas de carboidratos nos alimentos. Ao somar o número de gramas de carboidratos de cada alimento é possível estimar a quantidade total de carboidratos daquela refeição. A partir daí, a contagem pode ser utilizada na terapia com múltiplas doses de insulina e na terapia de bomba de insulina.

Segundo o exemplo do Manual de Contagem de Carboidratos da Sociedade Brasileira de Diabetes, imagine que no café́ da manhã, o paciente ingira 01 pão francês com margarina, 01 copo de leite com café́ e meio mamão papaia. Sendo que 1 pão francês tem 28 gramas de carboidratos, 1 copo de leite tem 12 g e meio mamão papaia tem 13 gramas, seriam 53 gramas de carboidratos naquela refeição. O médico irá indicar quantas gramas de carboidratos serão indicadas para cada unidade de insulina regular ou ultrarrápida, ou seja, se a cada 10 gramas de carboidratos o paciente precisará aplicar 1 unidade, ou a cada 8 ou a cada 15. A prescrição irá depender do controle glicêmico individual. Se nesse caso, o paciente precisar 1 unidade de insulina regular a cada 10 gramas de carboidratos consumidos, logo aplicará 5 unidades antes do café.

Quer saber mais? www.diabetes.org.br/publico/images/manual-de-contagem-de-carboidrato2016.pdf
... Veja maisMostrar menos

Veja no Facebook

1 dia atrás

Endocrinologia em dia

Benefícios de uma dieta rica em fibras?

E quais os benefícios de uma dieta rica em fibras?

1) A Associação Americana de Diabetes recomenda a ingestão diária também entre 20 e 35 gramas de fibras por dia. Esta quantidade seria benéfica para a redução da resistência insulínica e o melhor controle do diabetes tipo 2.

2) Diverticulose é uma alteração do cólon onde pequenas saliências de frouxidão (como se fossem umas “bolsinhas”) acontecem na parede do intestino, e correm o risco de inflamar, causando o perigoso quadro de diverticulite. Pois bem, a dieta rica em fibras ajuda a reduzir o risco de formação destas áreas mais frágeis, pois o bolo fecal fica mais homogêneo.

3) Fibras reduzem o risco de câncer de cólon e reto, em cerca de 40%.

4) Segundo novo dados, as fibras podem tem efeitos protetores no desenvolvimento de câncer de mama.

5) Dietas com controle de calorias, que são ricas em alimentos integrais – grãos e fibras (!) – conseguem eliminar mais gordura da região abdominal que outras dietas. Isso acontece porque quando as pessoas consomem carboidratos que não são integrais – açúcares, farinha branca e derivados – uma série de reações hormonais é iniciada no nosso corpo. No final do processo, acontece um aumento nos níveis de açúcar no sangue, que eleva os níveis de insulina rapidamente, e que vai fazer este açúcar ser estocado... na barriga. Da forma oposta, a dieta rica nos integrais faz com que o açúcar no corpo se eleve mais lentamente, e dessa forma pode ser gasto ou armazenado em outros locais que não necessariamente a barriga.

6) Sabe-se que o consumo de fibras auxilia no controle do diabetes. As solúveis apresentam efeitos benéficos na glicemia e nos níveis de colesterol, enquanto as insolúveis contribuem para a saciedade e para o controle de peso.
... Veja maisMostrar menos

Veja no Facebook

× WhatsApp