cabelosAlopécia é o termo médico qualquer perda de cabelos. A queda de cabelos pode ter diversas causas, mas antes, devemos entender como é o ciclo de vida do cabelo.

O cabelo apresenta 3 fases de vida, a primeira é a fase anágena, que é a fase de crescimento do fio e apresenta duração entre 3 a 6 anos. A fase catágena é um período de regressão, quando o cabelo inicia seu envelhecimento e tem duração de 3 semanas. Por fim se segue a fase telógena, que dura cerca de 3 meses e corresponde à substituição do cabelo envelhecido pelo cabelo novo, que estará em fase anágena. Cerca de 80% do nosso cabelo está em fase anágena e o restante nas outras duas fases.

Estima-se que cerca de 100 a 50 fios perdidos por dia configurem a queda normal. Acima desde número o diagnóstico de alopecia é suspeitado e deverá ser feita uma investigação das possíveis causas.

Nos homens a causa mais comum é a alopecia androgênica, que acontece devido à tendência genética e à ação do hormônio testosterona, mais especificamente seu derivado diidrotestosterona, no folículo capilar. Apesar deste tipo de perda de cabelo ser mais comum em homens, também pode acontecer mais raramente em mulheres.

Uma outra causa muito comum de alopecia em ambos os sexos é a chamada eflúvio telógeno. Este é o nome dado à perda dos cabelos em fase telógena, ou seja, os que já estavam programados para cair. Aqui existe uma antecipação do processo de queda, que ao invés de acontecer lentamente, ocorre mais rápido. Isto acontece mais comumente nas pessoas que realizaram dietas muito restritivas ou que apresentam alguma deficiência nutricional (zinco, ferro e proteínas). Outras causas de eflúvio telógeno incluem o pós operatório de cirurgia bariátrica, após períodos de estresse intenso, após o parto, doenças graves e também como sintoma de doenças de tireoide.

Diante da suspeita de queda de cabelo é importante sempre procurar uma avaliação especializada. São dois profissionais importantes e que trabalham em conjunto: o Dermatologista e o Endocrinologista. O Dermatologista fará o exame da saúde do couro cabeludo para procurar micoses ou irritações, além de avaliar se produtos como tinturas podem estar desencadeando a queda. Por sua vez, o Endocrinologista fica encarregado da parte hormonal e nutricional: seu papel é o de avaliar algum desequilíbrio hormonal e repor, se necessário, os nutrientes que esteja faltando para o perfeito crescimento dos cabelos.

Leave a Reply

× WhatsApp